Calendário Novembro – 2017

Com o uso de calendário mensais a ansiedade pela chegada do aniversário, pelo dia daquele passeio super bacana ou ainda, pela volta do papai daquela viagem mais longa pode ser amenizada, por que a criança tem a oportunidade de vivenciar concretamente essa espera. Essa é uma maneira simples de concretizar um conceito abstrato e de difícil interiorização na infância.

A passagem de tempo é um conceito abstrato e relativamente complicado de ser interiorizado pelos nossos filhos. Essa interiorização ocorre através da percepção e de associações baseadas em sequências e repetições de eventos do dia-a-dia.

Uma maneira simples de concretizar a passagem do tempo é uso de um calendário mensal. Com ele a ansiedade pela chegada do aniversário, pelo dia daquele passeio super bacana ou ainda, pela volta do papai daquela viagem mais longa pode ser amenizada, por que damos a criança uma forma de vivenciar concretamente essa espera. Nessa vivência, são construídos importantes conceitos ligados a noção temporal, como: antes, agora, depois, hoje, amanhã, ontem, ou seja, noção de presente, passado e futuro.

Idade referencial:  a partir de 2 anos
Grau de dificuldade: baixo
Número de páginas do arquivo: 48
Conteúdo do arquivo: são doze calendários ilustrados em quatro versões diferentes
          Versão 1: Semana começando no domingo
          Versão 2: Semana começando no sábado
          Versão 3: Com espaço para escrever os compromissos
          Versão 4: Em branco

Instruções:
1. Baixe o arquivo e imprima
2. Sente-se com a criança e assinale as datas importantes do mês com uma caneta comum e sobre o próprio papel. Essas datas podem ter freqüência anual, mensal ou semanal. Exemplo: aniversários dele ou de familiares, aulas extra-curriculares, passeios, festas, revezamento de brinquedos/livros da estante, dia de piquenique na escola, etc.
3. Depois coloque em uma moldura com vidro ou cubra com um plástico (papel contact ou plástico de pasta catálogo).
4. Diariamente, a criança deverá assinalar com um x a data do dia. Recomendamos, para isso, o uso de caneta para quadro branco que possibilita o uso adequado do espaço ““Como está o tempo hoje?”” .
5. O tempo é um conceito passado socialmente. Você é a responsável por ajudar o seu filho a construí-lo através da interação e diálogo. O calendário por si só é uma ferramenta. Converse com o seu filho sobre o calendário. Use frases como:

“Amanhã não terá aula.”
“Hoje é sábado! É dia de ir a pracinha!”
“Ontem foi a festa na escola. Você gostou?”
“ Faltam dez dias para o seu aniversário? Quer ver? Vamos contar!”
Quantos dias faltam para o piquenique?
Aos domingos, vamos a feira!

6. Caso se esqueça de marcar o dia na data certa, marque quando se lembrar e continue. O mais importante é o processo de fazer e não o resultado.
7. Para crianças já alfabetizadas, há uma versão do calendário onde os quadrinhos estão em branco para elas possam escrever a data do dia ao invés de só marcar, se assim preferirem.

Dica:
– Coloque o quadro na altura da criança em um local de fácil acesso.
– Se optar por usar molduras, tenha cuidado com o vidro.

Vale lembrar!

A maior construtora de noção temporal é uma rotina bem estruturada desde o nascimento. Ela é cheia de exemplos concretos da passagem do tempo. Através da rotina, nossos filhos vivenciam conceitos como “”antes” e “depois” – antes de tomarmos banho, jantamos e depois do jantar é hora de dormir – – que servem como base para outros conceitos mais elaborados , como hoje, amanhã, ontem.

 

 

Avaliações


Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.